Santo Amaro – Bahia
April 9, 2021
Além do Idioma
April 9, 2021

Conselhos de Travessia #1 – Caetanear tudo que há de bom!

Hoje vamos começar uma nova série do nosso blog, na qual daremos dicas brasileiras para vocês. Essa seção vai poderá ser dividida em 4 partes: 1. Ler, 2. Ver, 3. Escutar, 4. Curtir. A primeira é uma dica de leitura, seja de um poema, um livro, um artigo ou uma notícia. A segunda, de algum material audiovisual, ou seja, um vídeo, uma série ou um filme. A quarta será sobre algo para escutar com atenção em português, então traremos um podcast, uma entrevista, um programa de rádio… algo assim. Finalmente, a última é a mais prazerosa, uma dica para “curtir”, ou seja, aquela que você vai escutar, ver ou ler, mas principalmente sentir e desfrutar numa sexta-feira, após sua jornada de trabalho, com um café ou uma cerveja a postos.

A primeira edição da série Conselhos de Travessia é sobre nosso querido, amado, adorado, admirado, nosso apaixonante Caê. Caetano se define assim: “sou brasileiro e me tornei, mais ou menos involuntariamente, cantor e compositor de canções”. Um quase soteropolitano (pessoa natural de Salvador da Bahia), Caetano nasceu e cresceu em Santo Amaro – Bahia. É reconhecido por ser, principalmente, cantor e exímio compositor – dada a sua delicadeza no manejo e conhecimento das palavras brasileiras. No entanto, ocupa um espaço relevante como figura pública em outras áreas como a literatura, a cultura, a política e o ativismo, desde cedo na sua vida. Não existe pessoa brasileira que não tenha um pedacinho ou pedação de Caê no coração Em cada área em que Caetano atuou, foi camaleão, ou seja, foi infinitos Caetanos. E sendo ele um “leão de fogo”, um narciso em festa, atrair olhares – carinhosos ou invejosos, apaixonados ou truculentos – sempre foi uma marca sua. Hoje, tendo completado 78 anos no último 7 do 8, nada disso mudou.

Sendo eu uma fã cega desse eterno mocinho, para mim foi dificílimo realizar a seleção do material dessa publicação, já que Caetano é imenso, é expansão ao além. Por isso, deixo o convite a você de também se deixar “googlar” sobre ele.

Com vocês, Caetano Emanuel Viana Teles Veloso.

  1. Ler – Livro “Narciso em férias” por Caetano Veloso, Editor Companhia das Letras

Em 2020 Caetano lançou pela editora Companhia das Letras um livro autobiográfico, no qual faz um relato significativo sobre sua experiência na prisão durante alguns meses. A prisão acontece devido a uma fake news sobre um show, sobre o qual um jornalista inventou que ele e outros artistas tinham cantado o hino brasileiro com alterações desrespeitosas. Essa prisão ocorre durante a ditadura militar brasileira, que ocorreu entre 1964 e 1985. Trata-se de um livro curto, sensível, revoltante e tocante. Pode ser encontrado em versão e-book para Kindle na loja da Amazon, bem como no site da editora. Também a partir deste relato foi lançado um filme documentário de nome homônimo. No Spotify, buscando “Narciso em Férias”, pode-se encontrar seis pequenos podcasts de 2 a 8 minutos em que Caetano conta partes desta história.

  1. Ver – cena em que canta “Cucurrucu Paloma” no filme “Hable con ella” de Pedro Almodóvar

No belíssimo filme “Hable con ella” de Almodóvar, Caetano faz uma aparição em uma apresentação musical, em que canta a música “Cucurrucu Paloma”. Vale a pena ver o filme e buscar essa inesquecível cena!

  • Escutar –  a série “Caetano Entrevista” no canal do “Mídia Ninja” no Youtube

Caetano encarna seu lado entrevistador no canal do Youtube do grupo de jornalistas independentes Mídia Ninja, com uma série chamada “Caetano Entrevista”. Nela, Caetano entrevista artistas, sociólogos, políticos, youtubers, cantores, homens e mulheres. Sendo ele uma pessoa inteligentíssima e muito habilidosa com as palavras, tratam-se sempre de encontros agradáveis e interessantes de se acompanhar.

Abaixo deixamos a indicação da entrevista com Baco Exu do Blues, um rapper jovem, também baiano.

  1. Curtir – o vídeo “Live do Caetano de Natal” do canal oficial “Caetano Veloso” no Youtube

A dica mais difícil é esta, já que tudo que Caetano produziu na vida pede um momento de curtição. Porém, tendo sido ele o autor da live com mais visualizações do mundo, achei justo compartilhar uma de suas lives que ficaram para a história. A Live de Natal, é outro acontecimento imperdível dele, que ajudou a cicatrizar o ano de 2020 no Brasil.

Vida longa a Caê!

por Betina Ticoulat – Professora do IBRACO

Foto: Divulgação/Fernando Young